Zero DS a moto elétrica potente no Brasil

@motosmotor

Zero SR 2014 - Avanço tecnológico
Imagem: Zero SR 2014 – Avanço tecnológico na categoria elétrica (Divulgação)

A Zero DS é considerada a motocicleta elétrica mais potente do Brasil

A nova moto elétrica  ZERO DS (On/Off Road), a partir de 2012, foi disponibilizada com novo visual e melhor autonomia que chega a 183 km por cada carga completa na bateria, de acordo com informações contidas no site oficial da Zero Motorcycles, fabricante líder de motocicletas elétricas que tem sede em Santa Cruz, na Califórnia – EUA.


Características e modificações técnicas

A ZERO S (On Road) comercializada em 2011, tinha autonomia de 50 a 90 km por carga completa na bateria e alcançava velocidade máxima de 110 km/h. Na versão 2012, pesando 155 kg e atingindo velocidade de até 140 km/h, além de trazer controle de suspensão que é ajustável de acordo com a preferência do piloto, possui kit de transmissão opcional para terreno montanhoso.

ZERO DS 2012 Painel
ZERO DS 2012 Painel

Com vida útil para transitar por mais de 450.000 km, o custo para cada carga na bateria que tem capacidade máxima de 9 kWh, custa em média $0,95 nos EUA* (2012). Cálculo feito com base no valor da eletricidade consumida que equivale em média a R$4,00 no Brasil (2012). O tempo para carga completa é de aproximadamente 2,4 horas usando carregador rápido (acessório) e 9 horas usando o carregador de 1 kWh integrado. Atualmente, uma motocicleta movida a gasolina que atinge velocidade máxima de 140 km/h tem autonomia média de 25 a 28 km por litro de combustível que custa em média entre R$2,70 a R$3,00 (2012). Significa que a cada 180 km o consumo médio seria de R$ 18,00 que equivale em média aos 6 litros de combustível consumidos. Percebe-se que com a motocicleta elétrica é possível proporcionar uma economia média de 3 vezes maior além de cooperar com a preservação do meio ambiente.

Atualmente no Brasil, a IMOCX é a única concessionária da Zero Motorcycles e fica localizada em São Paulo. O preço médio da ZERO DS 2012 comercializada nos EUA foi de $ 11.495* dólares. No Brasil, os modelos 2011 que eram comercializados sob preço médio de R$36.900,00 para a Zero S e R$39.900,00 para a Zero DS, tiveram preço promocional restabelecidos em R$19.900,00 para a Zero S e R$21.900,00 para a Zero DS para desocupação de estoque, indicando chegada da nova versão.

Zero DS 2013

O que antes proporcionava autonomia de até 183 km, agora passa para cerca de 200 km na via urbana, de acordo com

Zero DS 2013 Verde
Zero DS 2013 Verde

informações da marca em relação a versão 2013 apresentada no Salão de Colônia, na Alemanha, em outubro de 2012. Houve alterações em todo conjunto da motocicleta, incluindo também, novo motor e chassi.

O novo motor, entrega até 54 cv de potência e a motocicleta chega a 154 km/h de velocidade máxima. Conta com nova bateria que tem capacidade de armazenamento de até 11,4 kWh. Outra novidade, foi a capacidade de verificar dados técnicos da motocicleta pelo Smartphone via Bluetooth através de uma aplicativo.

US$ 15.995 foi o preço de lançamento nos EUA para a versão “DS” e “S”. No entanto, conta com 2 modelos mais simples lançados sob preço de US$ 13.990. Entre outras versões há a “FX” (Off Road) e “XU” (urbana), anunciadas sob preço de US$ 7.995 e a “MX” (Urbana) por US$ 9.495 dólares.

Tecnologia avançou em 2014

A Zero motorcycles lança nos Estados Unidos a versão “SR” e “SR” com bateria extra, aumentando ainda mais a autonomia que se eleva de 220 para 276 Km (mesma na versão “S”). Um modelo mais potente atendendo a exigência de pilotos que queriam uma versão mais veloz.

Com um motor diferente com imãs maiores proporcionando 24% de aumento na velocidade 54% de torque, a Zero SR faz de 0 a 60 km/h em 3.3 e atinge velocidade máxima de 164,15 km/h* com potência máxima de 67 cavalos a 4000 rpm e torque máximo é de 14,6 Kgf.m, resultando em um custo de de apenas $ 0.01 centavos de dólares a cada 1.6 km percorrido no País, totalizando $ 1.60 a cada autonomia que é de 276 Km.

Conclui-se que levantando estes valores no Brasil, significa que a cada 276 km transitando com uma motocicleta movida a gasolina que atinja velocidade máxima de 164 km/h (bicilíndrico) o consumo médio seria de 20 km/l que resultaria em gasto médio de 13,8 litros de gasolina que ao preço de R$ 3,00 por litro, totaliza em um valor de R$ 41,00 que poderia ser reduzido para aproximadamente R$ 4,00 com a moto elétrica, considerado o valor da energia elétrica ao mesmo valor cobrado nos EUA.

Zero 2016 avança para autonomia de até 317 km

A gama de escolha da Zero Motorcycle para 2016 ficaram desta forma:

Modelo: ZERO S ZF9.8
Autonomia: 98 a 197 km
Potência: 54 cv (40 kW)
Velocidade: 153 km/h
Capacidade: 9.8 kW
Tempo carga: 1.5 à 6.8 h
Custo por recarga: U$$ 1.10
Preço: $10,995

Modelo: ZERO S ZF13.0
Autonomia: 130 a 259 km
Potência: 54 cv (40 kW)
Velocidade: 153 km/h
Capacidade: 13.8 kW
Tempo carga: 2.1 à 8.9 h
Custo por recarga: U$$ 1.46
Preço: $13,995

Modelo: ZERO S ZF13.0 +POWER TANK
Autonomia: 158 a 317 km
Potência: 54 cv (40 kW)
Velocidade: 153 km/h
Capacidade: 15.9 kW
Tempo carga: 2.1 à 8.9 h
Custo por recarga: U$$ 1.78
Preço: $16,669

Modelo: ZERO SR ZF13.0
Autonomia: 130 a 259 km
Potência: 50 kW
Velocidade: 164 km/h
Capacidade: 13 kW
Tempo carga: 2.6 à 8.9 h
Custo por recarga: U$$ 1.46
Preço: $15,995

Modelo: ZERO S ZF13.0 +POWER TANK
Autonomia: 158 a 317 km
Potência: 50 kW
Velocidade: 164 km/h
Capacidade: 15.9 kW
Tempo carga: 3.0 à 10.8 h
Custo por recarga: U$$ 1.78
Preço: $18,669

Modelo: ZERO S ZF13.0 +POWER TANK
Autonomia: 85 a 177 km
Potência: 54 cv (40 kW)
Velocidade: 158 km/h
Capacidade: 9.8 kW
Tempo carga: 1.5 à 6.8 h
Custo por recarga: U$$ 1.10
Preço: $10,995

Modelo: ZERO SR ZF13.0
Autonomia: 113 a 237 km
Potência: 54 cv (40 kW)
Velocidade: 158 km/h
Capacidade: 13 kW
Tempo carga: 2.1 à 8.9 h
Custo por recarga: U$$ 1.46
Preço: $13,995

Modelo: ZERO S ZF13.0 +POWER TANK
Autonomia: 138 a 288 km
Potência: 54 cv (40 kW)
Velocidade: 158 km/h
Capacidade: 15.9 kW
Tempo carga: 2.5 à 10.8 h
Custo por recarga: U$$ 1.78
Preço: $16,669

Modelo: ZERO SR ZF13.0
Autonomia: 113 a 237 km
Potência: 50 kW
Velocidade: 158 km/h
Capacidade: 13 kW
Tempo carga: 2.6 à 8.9 h
Custo por recarga: U$$ 1.46
Preço: $15,995

Modelo: ZERO S ZF13.0 +POWER TANK
Autonomia: 138 a 288 km
Potência: 50 kW
Velocidade: 158 km/h
Capacidade: 15.9 kW
Tempo carga: 2.5 à 10.8 h
Custo por recarga: U$$ 1.78
Preço: $18,669

Além dos modelos ZERO FX e ZERO FXS, mais básicos para o cotidiano. Entretanto, a marca continua sem representante no Brasil. Desde ano de 2014 não foi encontrado nenhum modelo da nova versão nas concessionárias IMOCX que é administrada pelo grupo Izzo, mas foi encontrado um website da zero motorcycles no idioma em português que está em construção. O domínio está registrado em nome da empresa HDSP Comércio de Veículos Ltda que também pertence ao Grupo Izzo. Provavelmente, em breve teremos novidades.

Fotos / imagens de divulgação fonte: Zero Motorcycles

Vídeos selecionados ZERO Motorcycles

2012

2013

2014

2016

Você esta satisfeito com a nova Zero DS?

  • Sim. A motocicleta esta perfeita. (99%, 170 Votes)
  • Não. Recomendo outro modelo. (1%, 1 Votes)

Total de Votos: 171


* As informações contidas aqui podem não coincidir com atualizações da fabricante e podem ser modificadas a qualquer momento sem aviso. Para melhores informações, é sugerido que visite o site oficial da Zero Motorcycles.

Zero DS a moto elétrica potente no Brasil
5 (99.23%) 310 votos

38 respostas em “Zero DS a moto elétrica potente no Brasil

  1. a ideia de veiculos elétrico é muito boa, mas pena que atinge somente uma pequena parte da população mundial, um exemplo no brasil, onde um trabalhado normal, vai desembolsar 20 mil para comprar uma moto? Acaba que esse veiculos serão utilizado por pesoas ricas afim de aparecer durante os finais de semana, nesa honda de “salvar o planeta”, enquanto deixam seus carões e motonas em casa!

    esas tecnologias podiam sair, mais baratas!

    • Elias,

      Onda é sem “H”, carrões tem 2 erres….

      Eu agradeço aos ricos que quiserem contribuir para um planeta menos poluído. Quanto à você, que tal voltar a estudar? Quem sabe assim você será mais próspero, e talvez até possa comprar uma moto elétrica no futuro.

      • Apesar Dos Erros Ele Conseguiu Se Expressar Muito Bem e Com Total Educação! Veículos Elétricos Nestes Preços…? Só Para Poderosos Bancarem De Amigos Da Natureza!

    • É só um brasileiro, nacionalista montar uma moto, ainda que copiada, e vender a preços módicos. Agora, que é uma redenção é! Eu vou comprar uma, vou comprar umas placas voltáicas, e um aerogerador e vou mandar a plataformas da Dilma para o inferno!

  2. parabéns cara, você foi muito feliz no seu comentário, como outro exemplo temos os painéis de energia solar, que poderiam ser muito mais baratos e melhor aproveitados em países tropicais como o noso, que tem um sol escaldante durante todo o *, o governo deveria dar de graça os painéis, t

  3. Gostaria muito que os veículos elétricos ficassem mais próximos da realidade do brasileiro! Pena que a gigante indústria petrolífera brasileira impõe obstáculos pra que isso se realize,infelizmente esse sonho só é possível em países da Europa e norte americano onde realmente o poder emana do povo, mas o mundo pressiona pra essa tendência onde o combustível fica cada vez mais escasso e caro! Tomara que a indústria automobilística e de motocicletas atropelem interesses e tornem essa tecnologia popular, o planeta irá agradecer!!!

    • Daqui uns meses, estarei com minha consesonaria em Piracicaba de motos elétricas. Venham nos visitar… São motos fábricas na maior fabricante de veículos elétricos do mundo… Confesso q quando vi os modelos, fiquei de boca aberta….. Isso vai ser pra Janeiro ou fevereiro…. Aguardo vcs meus amigos pra uns testes drivers…. Abç à todos….
      Piter Hotops. Piracicaba SP

  4. Caramba…baixaram quase a metade só pra desovar estoque…imagina quem pagou os 40 contos vendo a mesma motoca por 20… que mágica será que fizeram???
    só baixaram os lucros…

  5. Pessoal, não vamos nos esquecer que se trata de uma tecnologia nova, disponível mas ainda em desenvolvimento, e o custo de fabricação dos componentes ainda são altos pois não são fabricados em larga escala como as motos com motor a combustão, sem falar nos custos de importação, ABSURDOS no nosso país.
    Se voltar-mos ao passado, os carros e motos com motor a combustão também eram somente para ricos, mas a PROCURA dos interessados aumentou a produção e fez os preços baixarem. Portanto, se não houver interesse da população, mesmo sendo ainda caras, esta motos (e também os carros) não vão vingar e vão falir. A princípio, creio que poderíamos pressionar nossos ilustres deputados a abaixarem os impostos de importação, já existem projetos de lei para isto. Vamos em frente…

    • Não, infelizmente não se trata de uma tecnologia nova amigo, assista o documentário “quem matou o carro elétrico” de cerca de 30 anos atrás, e verá que as coisas são bem diferentes do que vimos na TV.

      • Veja também a “estória” do pai do motor diesel. Rudolf Disel, que desapareceu na construção do Canal do Panamá. O motor era para consumir óleo de amendoim!

  6. eu concordo com os coemntario acima o preço émuito alto,
    eu já tive uma prima elctra da kasisk mais era muita fraca e uma altonomia
    de somente uns 20 km omeu sonho éter uma desas mas deste preço eu não
    consigo comprar.

  7. Comentários deveras perspicazes colocados pelos companheiros.

    Os norte-americanos tem capacidade para fabricar em larga escala industrial qualquer artefato a preços relativamente acessíveis. Lá os impostos são altos porém há reversão deles ao bem comum. Os impostos sobre veículos elétricos não poderiam existir no Brasil. Porém que manda no mundo são os produtores de petróleo. Eles fazem as Leis e as ditam para os governos fantoches.

    O preços das motos não contempla a classe trabalhadora o que é imperdoável!

  8. Acho que a moto tem muita tecnologia, e gostaria de ter uma 2014.
    A unica dificuldade é repor as peças.Tenho uma Moto Zero 2010 zerada que nunca rodou, a bateria adormeceu e não tem quem entenda para poder reparar ou fazer uma reposição e fazer funcionar .
    Um Grande Abraço e Parabens por este projeto.

    • Antonio, esse tipo de bateria quando fica muito tempo sem carregar, parece que as placas colam e a bateria perde a utilidade. Depois que carrega uma vez tem que usar ela pelo menos 1 vez por semana. É só vc pesquisar no google sobre essas baterias que vc vai ver como funciona, acho que você vai ter que comprar outra bateria.

    • Boa noite Garcia,

      Teria interesse em se desfazer a motocicleta ? sou Eng. Eletricista e estou interessado em desenvolver uma versão brasileira desta moto. Poderia me enviar seu contato?

      Att,
      Carlos E.

      email: duojaka @hotmail.com

  9. Gostei muito da moto .sou moto ex moto boy Adoro moto e queria saber mais sobre esta moto Zero , onde posso compra ! Agradeço .desde já

  10. Gostaria de receber informações sobre a compra desta moto SR Zero 2014 e Dr Zero 2014 sport. Gostei muito e estou muito interessado. Tem como ser representante de vcs aqui na minha cidade? Moro em São Luis – Ma. Sou Vice presidente de um Grupo de Motociclista e a sei que este tipo de moto aqui teria vendas muito boas aqui. Abraço e aguardo resposta.

  11. Tenho uma moto zero a quase um ano, a bateria bixo( estragou por mau uso), o fato e que não tenho resposta da fabrica para a compra de uma bateria nova. Alguem sabe de uma revenda aqui no Brasil.??

    obs quando funciona a moto e otima!

    dankwart

    • amigo,
      você conseguiu a bateria para sua moto?
      também tenho uma moto dessa e preciso de uma bateria nova.
      caso tenha conseguido ficarei agradecido se me informar como.

      • Estou consertando uma , das 336 baterias internas 96 em curto, mas e necessario desmontar totalmente a bateria e vou levar 60 dias para terminar.

  12. os motores elétricos são muito mais simples e baratos que os motores a combustão , não tem justificativa o fato das motos e carros elétricos serem tão caros .

    • São caros por ser novidade, e sabes como e tudo o que e novidade tem um preço muito elevado mas prefiro pagar esse preço por uma mota dessas que uma comum, claro que se o preço estiver no mesmo patamar que as de combustão seria melhor ainda ;)

  13. Muito bonita a moto econômica me interessei muito mas gostaria de saber se a zero tem planos de lançar um modelo de moto estradeira

  14. Estou consertando uma , tenho que substituir todas que estiverem em curto, pois caso contrario o controlador de carga inibe o carregador. Essa esta com 96 bat colada. Mas vai ficar entre 3mil a 4 mil o conserto. Somente daqui 20 dias terei o teste final, se chegar as bat nova.

    • Bom Dia ….

      Caro Alan

      Tenho duas motos dessas , comprei no leilão da RFB .. E as baterias não estão carregando gostaria de seu contato para conversamos sobre este problema ….

      Atenciosamente

      Emerson Tadeu

  15. Meus amigos, eu gostaria de possuir um veiculo elétrico. Mas, dessa forma fica difícil. Essa mafia egoísta e mercenária dos fosseis imundo que, destroem tudo. Nossa esperança eh essa geração de hoje, e a que esta pra chegar mudar toda essa historia. Trazendo uma vida bem mais saudável para a futura geração.

  16. Gostaria de saber onde uma moto elétrica é mais ecologica que o etanol ? Sendo que as baterias tem componentes altamente toxicos, são de dificil reciclagem e tem vida útil limitada !

    • Se incluirmos na sua relação a poluição gerada pela produção e transporte do etanol até ao posto de distribuição, o custo R$/km que se tem, o custo com manutenção, a poluição sonora, a economia que se tem quando a moto está parada na semáforo. Além disso, temos os riscos de explosão e incêndios que acontecem frequentemente nesse tipo de combustível altamente inflamável etanol. Se pensarmos ainda mais um pouco, só a poluição gerada pelo caminhão a diesel que transporta esse tipo de combustível equivale, por dia, a mais que uma bateria dessa polui a vida toda, uma vez que as fontes de cargas estão sendo transferidas para fontes renováveis. Também, sei que já existem empresas que fazem coletas desse tipo de baterias para reciclagem. Acho que já ta bom parar por aqui deixando uma virgula,

  17. o brasil não dar nem um incentivo para moto elétrica e carros elétricos por ter grandes lucros com os combustíveis

Postar um pensamento