Carregador de bateria caseiro para motos

@motosmotor

Como fazer um carregador de bateria portátil e simples para baterias de carros e motos

Aciona a chave, o arranque não vira e as luzes do painel apagam… provavelmente a bateria está descarregada. Neste post, aprenderá a fazer um carregador portátil muito simples e fácil de fazer para recarregar baterias veicular de 12/24 volts.

Baterias e a fonte de energia de recarga

As baterias de chumbo-ácido, ou acumuladores de chumbo, armazenam energia por meio de processo químico ao serem submetidas à uma fonte de energia externa de tensão maior à de seus polos.

Bateria não carrega - Problema
Atenção para bateria que volta marcar tensão abaixo de 12  volts entre os pólos logo após o carregador ser desconectado: geralmente está  danificada (placas coladas) e devem ser descartadas. Na compra de uma nova, exija o selo do INMETRO.

O tempo de carga de uma bateria varia de acordo com a capacidade acumulativa da mesma que é medida em Coulomb. Para facilitar compreensão, essa capacidade é mais conhecida por ampères/hora (Ah) que indica qual a corrente máxima que a bateria consegue fornecer durante 1 hora. Ex.: 7 Ah/h (84 W), 60 Ah/h (720 W), 80 Ah/h (960 W) etc,  quanto maior a capacidade acumulativa, por mais tempo ela mantém a carga abastecida sem a necessidade da fonte de recarga.

Normalmente,  nos veículos, a bateria é recarregada por meio do alternador, enquanto o motor está em funcionamento. O processo é semelhante nas motocicletas através do estator. Por isso, esquecer os faróis acesos enquanto o motor está desligado, por exemplo, pode resultar em uma experiência desagradável, já que a bateria poderá se descarregar por completa.

Para motocicletas ou carros com sistema de injeção eletrônica, não adianta tentar dar “tranco” se a bateria estiver sem carga alguma, pois o módulo de injeção precisa da alimentação da bateria para iniciar o funcionamento do motor. Visto ainda que dar “tranco” pode danificar peças mecânicas do motor durante o procedimento.

Nas motocicletas, comumente, as baterias variam entre 4 a 12 Ah de capacidade acumulativa e nos carros, entre 45 a 80 Ah.

Carregadores de baterias automotivas

No mercado existem diversos tipos de carregadores para baterias automotivas. Alguns são rápidos e mais caros: carregam em menos de 4 horas; outros são lentos e mais baratos: cerca de 24 a 36 horas para carregar uma bateria de 70 Ah. Porém, carga rápida aquece a bateria devido ao maior fluxo de elétrons, o que pode causar danos irreversíveis e diminuição da vida útil da mesma. Por isso, existe limites de tensão e corrente para carregar cada tipo de bateria.

Um carregador de bateria caseiro e simples com lâmpada para carga lenta

Neste carregador, comum e muito antigo, é utilizado uma lâmpada incandescente de 100 ou 200 watts (110 V ou 220 V) e uma ponte de diodos para retificação de onda completa (120 Hz). Este tipo de carregador é capaz de fornecer corrente constante de 0,9 ampères, varia de acordo com a lâmpada limitadora de corrente a ser usada, quanto maior a potência da lâmpada, maior a corrente de carga.

ATENÇÃO

Leia o artigo até o final antes de proceder.

Risco de choque elétrico
Caso não possuir conhecimentos sobre eletricidade, é necessário que solicite alguém capacitado e apto a montar circuitos eletroeletrônicos, pois este procedimento envolve tensão nominal acima de 50 volts AC, sujeito a risco de choque elétrico.

Remover a bateria do carro ou da motocicleta para recarregar 
Nunca insira este tipo de carregador com a bateria conectada no sistema eletrônico do carro ou da motocicleta. Caso a tensão ultrapassar o limite de carga irá danificar partes eletrônicas do sistema. Somente reconecte a bateria no sistema depois que o carregador for removido da mesma.

Componentes eletrônicos e materiais necessários

Calçados com sola de borracha  e luvas isolante;
3 metros de fio condutor de no mínimo 1,5 mm²;
4 diodos retificadores de tensão (3A – 400V): 1N5404, 1N5405, 1N5406, 1N5407 ou 1N5408 (este último é mais recomendado), ou ainda modelos da família 1N40xx (04) adiante, de qualquer forma, este diodos devem suportar corrente nominal de 1 A sob tensão de 400 V. Podem ser encontrados em sucatas de aparelhos eletrônicos (foto abaixo).
1 porta fusível;
1 fusível para corrente máxima de 2,5 ampères;
1 lâmpada incandescente com potência de 100 ou 200 watts;
1 receptáculo para a lâmpada incandescente;
2 garras jacaré;
1 plug para tomada de parede;
chave de fenda;
alicate universal;
fita isolante.

Esquemas do circuito elétrico do carregador caseiro com lâmpada para tensão de 110/220 volts

Carregador de bateria - 110/220V
Esquema – carregador para baterias de 12 V – 110/220 V (Proteus).
Circuito eletrônico carregador 12V
Esquema – esboço do diagrama elétrico – carregador de bateria caseiro.

Conforme se pode observar, a função da lâmpada é limitar a corrente (0.9 A) e a da ponte de diodos é retificar a a corrente alternada (AC) para corrente contínua pulsada (DC), de modo que o fluxo de elétrons siga num único sentido e contrário ao da bateria, o que é necessário para a carregar.

Onde encontrar esses diodos para carregador com lâmpada

Diodos para carregador de bateria com lâmpada
Placa de sucata eletrônica – Diodos para carregador de bateria com lâmpada marcados em vermelho.
Carregador de bateria caseiro
Um protótipo.  note que este não incluiu o fusível de proteção, o que é facultativo, desde que haja muito cuidado.
Carregador - Ponte retificadora
Protótipo depois de pronto – ponte retificadora – recomendável que após a isolação com fita, seja aplicado silicone sobre os mesmos para que não saiam do lugar – estes diodos podem abrir-se (queimar-se) se houver curto-circuito entre eles.
Carregador - Ligação do receptáculo
Protótipo, ligação ao receptáculo; ao efetuar emendas, recomenda-se no mínimo 7 voltas – se possível, solde-as (NBR 5410).
Ligação da lâmpada no receptáculo
Protótipo ligação da lâmpada no receptáculo – atenção nesta ligação – observe que um condutor passa pelo receptáculo e outro por fora. Após a isolação, foi amarrado com presilha plástica.
Bateria carregando
Protótipo, bateria carregando – primeiro ligue as garras jacaré;  usando calçados ou luvas isolante, conecte o plug na tomada. Com um voltímetro, monitore a tensão nos pólos da bateria, não deixe que ultrapasse 15.5 volts. Ao remover o carregador, a tensão deve permanecer acima de 12.66, indicando 100% de carga.

Cálculo do tempo para a recarga completa

Ao considerar as fórmulas, a corrente de carga é:
I = P / V
I = 100 W (121R) / 110 V
I = 0,91 A

Onde:
I = corrente em ampères;
P = potência em watts;
R = resistência em ohms.

Portanto, a corrente que esse tipo de carregador consegue fornecer é de 0,91 A.

Deste modo, o tempo aproximado para carregar uma bateria de 7 Ah será de 7:42 min ( 7 horas e 42 minutos), visto que 7 Ah / 0,91 mA = 7,7 h.

Entretanto, este tempo cai, praticamente, para metade se a bateria não estiver totalmente descarregada e pode demorar de 2 a 3 dias para baterias maiores.

Obs.: o valor padrão da corrente para carga lenta de uma bateria é de 10% do valor máximo acumulativo da mesma. Por ex.: 10% de 7 Ah = 0,7 A. Por isso, não é recomendado para baterias com capacidade menor que 4 Ah, visto que o deste exemplo já se encontra acima de 10% para baterias de 7 Ah.

Poderá optar por uma lâmpada de 60 W para baterias de chumbo-ácido com capacidade acumulativa abaixo de 7 Ah, permanecendo, dessa forma, dentro do padrão de carga.

1) As baterias de chumbo-ácido são dadas por descarregadas caso a tensão entre os pólos esteja abaixo de 12.5 volts (nada pode estar conectado à bateria, além do voltímetro, ao efetuar a medida) e carregadas com tensão acima de 12.65 volts (ideal é acima de 12.8 V); 

2) nunca deixar a bateria ficar com tensão abaixo de 12.20 V, a tensão baixa entre as placas fará com que o processo de deterioração da placa de chumbo (+) acelere, reduzindo mais rápido a vida útil da mesma;

3) para evitar choques, não toque nos pólos enquanto a bateria recarrega e  nem inverta as posições do carregador para evitar danos na mesma;

4) caso a bateria não carregue por estar danificada, conforme a primeira imagem, descarte-a somente em ponto de coleta (revendedores de baterias), pois o material químico degrada o meio ambiente. Nesse caso, pode haver descontos na compra de outra nova.

Eventuais erros na montagem do circuito, podem resultar em danos à bateria. Antes de pôr a bateria para carregar, é sugerido testar o carregador fechando curto entre as duas garras, caso a lâmpada acender com forte intensidade, provavelmente, a ligação dos diodos está correta, então desligue o carregador da tomada, conecte as garras na bateria (+com+ e -com-) e o plug novamente na tomada.

Por uns 10 minutos, monitore a temperatura da bateria, encostando na carcaça da mesma que, normalmente, não deve passar de 50 graus célsius.  É sugerido também que monitore a tensão nos pólos da mesma, removendo o carregador se tensão ultrapassar 15.5 (tensão de sobrecarga).

Conseguiu fazer:

  • Sim. (84%, 111 Votes)
  • Não. (16%, 21 Votes)

Total de Votos: 146

Carregadores profissionais para bateria  de carro moto e caminhão

Uma vez que este tipo de carregador necessita tempo de 6 a 10 horas para carregar uma bateria de moto e de 2 a 3 dias para carregar uma bateria automotiva de 80 Ah, fica inviável usá-lo em caso de emergência, quando não há todo esse tempo disponível. Nesse caso, a solução é prevenir e comprar um carregador mais rápido (advertências informadas acima). Após pesquisa no site do mercado livre, infelizmente, não foi encontrado algum carregador deste nível por menos de R$ 100 reais, por aqui.

72 comentarios em “Carregador de bateria caseiro para motos

  1. cara, você não teria uma dica de qual circuito usar a fim de desligar o carregador assim que a bateria atingisse a voltagem ideal?

  2. existe outra lâmpada atual que substitui a lâmpada de 100 wats (antiga) ? sem ser à de 200 watts (antiga) nas atuais? ou pode acrescentar algum diodo que dê esta compensação? pois só encontramos à de 70 amp. 60 amp. 40 amp. e outras sem as incandescentes ? como poderemos substituir e ser mais baratos estes carregadores, pois comprei um carregador por 250,00 reais com nf , queimou um diodo e ninguém sabe consertar e achar qual o defeito e está queimado.

    gostaria de saber se quando a gente faz a união entre os fios e os diodos e quando fazemos as soldas, eles podem queimar os diodos? como faremos para saber se os diodos estão bons ou ruins(estragados).?

    este mesmo carregador dá para recarregar baterias de carros e motos ou é diferenciado? quantas horas é preciso para recarregar as baterias de motos e de carros com estes carregadores de baterias caseiros ? é claro com o seu esquema.

    1. paulo,
      quanto maior a potência da lâmpada incandescente, maior a corrente elétrica que circula por ela, e quanto mais corrente, menor o tempo para carga na bateria. geralmente, um diodo queima devido a alguma sobrecarga de corrente que passa por ele… ou tensão reverse acima do limite…
      o tempo de carga depende do tamanho da bateria, quanto maior a bateria, mais tempo… de moto umas 7 horas, de carro de 24 a 48 horas… caso a bateria esteja totalmente descarregada, o tempo é maior.
      quanto ao seu carregador, creio que alguém encostou a duas garras do carregador, saturando o trafo por muito tempo que também pode ter queimado. o processo de soldagem não estraga tão fácilporque eles suportam alta temperatura…

    2. olha gente, existe lampada de 70 watz que substitui a de 100 watz, e fiquei satisfeito com a resposta, informo que já vendi uns 08 carregadores de baterias para moto e carros e está dando certo e o pessoal gosta, mas tem que tomar certos cuidados com as baterias póis tem de completar o nivél de agua e deixar sem as tampinhas para a carga ser completada com sucesso, no máximo 03 horas ela será completadas as de motos e as de carros umas 06 horas e se póssivel medir a carga para não saturar ok.

  3. boa noite,então neste circuito posso ligar no 110v ou 220v e sobre as lampadas, em uma das duas voltagens posso colocar lampada de 100w, aguardo resposta.

  4. muito bom seu projeto. .
    fiz e funciona direitinho.
    contudo fiz forçadamente com uma lâmpada de 60 watts. .
    pois esta difícil de se encontrar lâmpadas incandescentes. .
    tem algum componente que possa vir a substituir a lâmpada???

    1. se você ligar duas lâmpadas de 60 w em paralelo = 120 w. a lâmpada apenas atenua a tensão e limita a corrente em aproximadamente 1 a para não danificar a bateria… para outro circuito, é melhor comprar um carregador que utilize trafo rebaixador (1 ampère no máximo para baterias pequenas e até 6 ou 8 ampères para baterias acima de 60 ah) acima disso danifica as baterias com o tempo))… porém cuidado com carregadores baratos (geralmente não possuem proteção e queimam à toa).

  5. cara fiz o carregador, e quando verifiquei a tensão enquanto estava carregando marcava 11,7v. tive que retirar pois estava tarde da noite. no outro dia, sem carregar nem nada, medi novamente a bateria, e o multímetro começou com os 11,7 e parou 16,3v. não entendi o porque, se deixei carregar demais ou se é assim, mas estou com um pouco de receio de ligar ela novamente na moto.
    se realmente deixei carregar demais, há possibilidade de descarregá-la antes de conectar na moto?

    1. ao remover o carregador, caso o voltímetro indicar mais de 12.7 volts, a bateria já está carregada. logo quando vc remove o carregador, se a carga estiver acima do valor recomendo ela cai gradativamente até estabilizar em 13.1 v. o sistema eletrônico suportam até 14.5 volts. por isso que é recomendado remover a bateria da moto para submeter ao carrador…

  6. muito bom!!!
    simples de montar, com materiais fáceis de encontrar e com informação completa para a realização do trabalho com êxito .

    aqui pela europa ninguém se lembraria de mostrar como se faz… isto porque os fabricantes diriam: “que é muito perigoso o manuseamento destes materiais pois o risco de choque eléctrico é muito elevado!” e claro assim sendo é sempre mais cómodo comprar do que fazer.

    parabéns pelo seu trabalho.

  7. colega gostei muito das informações.
    agora seria possível vc solucionar um problema na minha moto shadow 600

    adquiri um retificador de carro que usa a entrada mais ou menos como se fosse a moto visto que usa estator alternador arno monza, kadet … só que na moto com bateria de 8amp quando ligado na bateria na moto esta gerando bem na baixa, mas quando acelero sobe a voltagem demais. não entendo se no carro regula voltagem .
    teria que ficar no maximo 14 a 15 v na moro , e descambou pra quase 20 v.
    teria como colocar um limitador entre o retificador e bateria

    1. você trocou somente o retificador da moto (colocou um de carro) e agora tá gerando tensão de quase 20 volts? você está usando o multímetro na escala dc (corrente contínua) para medir essa tensão na bateria?

  8. boa tarde,

    fiz o experimento conforme descrito usando os diodos 1n5408 e uma lâmpada incandescente de 100w. fechei o circuito encostando as garras para testar e realmente acendeu a lâmpada bem forte como descrito. minha rede é de 127v, porém ao colocar para carregar, a tensão nas garras da bateria (5a – moto) estava dando 18v na escala dc. como faço para diminuir essa tensão de saída das garras para os 15v recomendado?

    1. meça a tensão da bateria sem o carregador conectado… caso a tensão for superior a 12.65 v já está carregada… e por isso ao conectar o carregador marca este valor… o que pode acontecer é que se a bateria for velha, ela aparenta estar boa ao medir a tensão, mas não tem carga elétrica… ela descarrega muito rápido ao dar partida… nesse caso, é necessário substituir por uma nova.

  9. olá, muito bacana a dica. realmente muito fácil de montar e a principal vantagem: fica muito barato. porém, os diagrama com a simbologia dos componentes não está conversando com o diagrama desenhado à mão.
    em outro site encontrei um diagrama semelhante ao primeiro (representado pelo símbolo dos componentes).
    portanto, recomendo que sigam este e não o que foi riscado à caneta.
    mas valeu muito, obrigado à todos.

    1. olá wladmir, obrigado pelo comentário! no esboço a caneta, os componentes foram trocados de posição para facilitar a compreensão. as ligações estão iguais ao diagrama gerado pelo software.

  10. prezados, tenho um carregador desses com lampada e me bateu a duvida, posso usar uma incandescente de 300w na rede 110v, pra carregar bateria de carro, ou pode danificar alguma coisa?

    1. pode usar sim. porém 300/110 = 2.72 a. logo os diodos que você usar terão que suportar no mínimo 3 a. os diodos para corrente de 3 a têm diâmetro aproximado de 5 mm.

  11. depois de muito tempo procurando um tutorial em vídeo, mais obtive dúvidas do que certeza, caro admin. parabéns pelo post fácil compreensão e fácil montagem, vou trabalhar está noite virado de sono mas valeu a pena, valew e sucesso com a página.
    dúvida, já vi outros posts que dizem q a lâmpada apaga, quando a bateria está carregada, acredito que não seja o caso deste seu exemplo!? se eu quizer usar este sistema para carregar bateria de carro 12v ~37/40 ah eu tenho que mudar os watts da lâmpada? grato mais uma vez!

    1. não espere a lâmpada apagar para remover o carregador. a lâmpada apaga quando não há mais fluxo de corrente elétrica devido ao excesso de carga. vc precisa acompanhar a carga da bateria com um voltímetro para que não passe de 15.5 volts (máximo 16 v), acima disso já começa a diminuir a vida útil da bateria.

  12. montei o circuito aqui conforme mostrado no primeiro desenho. ainda não testei na bateria, mas a lâmpada acendeu quando juntei as garras. a saída nas garras marca 190 a 197v. é isto mesmo? minha rede é de 220v. usei uma lâmpada incandescente de 60w.

    1. bem provável que sim, lembre-se de retirar a bateria da moto para submeter ao processo de carga e monitore a tensão de carga para que não passe de 15.5 volts.

  13. ola, tenho duvidas em relação a lampada. hoje ja nao se encontra mais destas lampadas incandescentes para comprar. nesse caso qual a alternativa?

    1. outras lâmpadas que tenham potência acima de 100 w encarecem este circuito, e outros métodos são perigosos, nesse caso (na minha opinião), é melhor comprar um carregador específico. vi uns baratinhos portáteis no mercado livre que custam em média r$ 60 reais 13.8vcc/2ah, mas não posso indicar, pois não o testei na prática se realmente fornecem 2 ah.

    2. bom dia gabriel. tenho o mesmo problema, pois não encontrei lâmpada de 100w e com a de 60w não passou dos 5,7v. paulo: não existe a possibilidade de substituir por uma resistência (resistor)? desde já agradeço. laudemir.

      1. amigo, se a bateria estiver totalmente descarregada, logo quando se conecta ao carregador, a tensão fica baixa mesmo, depois de uns 30 minutos aumenta aos poucos até chegar a 14.5 v… mantenha o multímetro na escala 200 v dc para medir. a lâmpada de 60 w demora um pouco mais, tente encontrar acima de 100 w (tem que ser incandescente). outro tipo de circuito fica caro e perigoso, por enquanto a lâmpada é a única alternativa.

  14. amigo, parabéns pelo artigo. no diagrama a lâmpada vem antes da ponte retificadora de diodos, já nas fotos do carregador pronto ela está depois. faz diferença? qual está certo?
    obrigado.

  15. vi muitos querendo substituir a lâmpada por outra coisa (resistor). não é possível pq com a corrente sendo 0.9a (comparando com lâmpada de 100w/127v) o resistor teria que ser de 140 ohms e aguentar 113w… isso não existe… até dá pra associar um monte de resistor de cerâmica pra chegar nestes valores, mas não será viável, vai ficar caro e perigoso.

    uma solução que eu pensei seria no lugar da lâmpada, usar “aquecedor pra aquário 100w” custa cerca de r$15 (tem que ser versão sem termostato). ligue da mesma forma que faria com a lâmpada e deixe o aquecedor dentro de um balde com agua.. vai funcionar igualmente, só cuidado pq se deixar funcionando por muito tempo, a agua irá ferver.. não pode deixar a agua secar e o aquecedor ficar funcionando no seco, senão vai queimar…

    considerações no próximo post.

  16. considerações em relação ao post anterior:

    ps 1: com o aquecedor de 100w, um balde de 5l vai ganhar cerca de 17,2 graus celsius por hora. ou seja, em cerca de 4:30 horas de uso, vai estar fervendo… logo recomendo balde com 10l se for passar de 4h de uso. sempre tenha cuidado de deixar o aquecedor submergido na agua.. se a agua evaporar e baixar muito o nível, o aquecedor vai queimar. tente usar bastante agua pra que a mesma não ferva, o aquecedor vai durar mais assim. (esses valores são teóricos, considerando água inicialmente a 20c e não considerando perdas de calor para o ambiente. na pratica será um pouco diferente disso)

    ps 2: se quiser mais corrente de carga (pra carregar bateria de carro), pode usar aquecedor de aquário mais forte.. vi que existe até de 300w.. neste caso use balde bem grande de agua, pq vai esquentar rápido…

    espero ter ajudado…

  17. boa tarde…
    perfeito…
    muito obrigado…
    não esperava q a resposta seria tão rápida…
    realmente comecei o processo ontem as 00:00 e retirei hj as 06:00 pondo no veículo, o sistema interno no painel iniciou porém o motor não virou…
    não procurei ver a resposta antes pois não esperava tal agilidade !
    agora q adquiri a lâmpada certa vou refazer o processo.

    1. está informado no post que tens que remover o cabo positivo da bateria antes de ligar esse carregador nela… caso ficar acima do tempo conectado na bateria a tensão pode passar de 15 volts que certamente irá danificar partes elétricas do carro… removendo o cabo da bateria não há esse risco. e somente reconect o cabo da bateria depois de desligar o carregador dela.

  18. boa tarde, muito boa a sua postagem. quero saber como faço pois não tenho multímetro para acompanhar o carregamento de uma bateria de moto de 6ah?

    1. você pode calcular pelo tempo de carga: sua bateria é de 6ah, a corrente da lâmpada de 100w(127v) é de 0.78ah, logo 6ah / 0,78 = 7 horas (aproximadamente, considerando que esteja totalmente descarregada)

  19. boa tarde quando medi minha tava com 2v. montei o carregador é fiquei acompanhado a tensão só diminuir começou com 3v e foi diminuindo ate 2.25v, o que fazer?
    obs: estou usando os diodods 1n5408 e uma lâmpada 60w incadescente.

    1. primeiro: colocar multímetro na escala dc para medir, segundo: verificar se as garras está conectada na posição correta, caso for ligado invertido vai descarregar ainda mais… caso houver diodo ruim, também vai falhar o carregamento. os diodos podem ser testado com o multímetro na escala de diodos, no painel deve marcar aproximadamente 450 a 750 na polarização direta (ponta vermelha no terminal anodo e preta no catodo (que tem o risquinho branco)) e marca 1 (infinito) na polarização reversa (inverter as pontas de provas). desligar o carregador da tomada para medir, caso contrário vai queimar o multímetro:

    1. ou você mediu a tensão antes de conectar na bateria ou a bateria que vc tentou recarregar está totalmente danificada, nesse caso a tensão vai ao máximo mas não carrega.

  20. Nao tem nenhum problema inverter o polo da tomada que tem o positivo q vai na lampada mais c inverter e o positivo n sair no fio da lampada tem perigo? manda resposta 035997642046 obg

    1. O que sai da lâmpada não importa se é positivo ou não. Depois que ele passa pelos diodos ele vira positivo.É só vc olhar a marquinha branca do diodo, o fio que sai do lado da marquinha branca é o positivo. Sugiro vc dar um nó no fio para marcar e não inverter na hora de colocar na bateria.

    1. Para este tipo de carregador, são obrigatório, os diodos. Você também pode encontrá-los em sucatas de peças eletrônicas, desde que não estejam “queimados”. Pode usar qualquer modelo de diodo preto que funciona.

  21. Põe a bateria da minha moto para carregar carregou umas 6:07 horas né até umas 8 horas mais ou menos e deu 14.4 tirei do carregador depois tirei da tomada antes tirei da tomada né depois que tirei do carregador aí depois coloquei para ver a quanto tava de recarga ela tava 9.50 ela está carregada.
    O carregador Portatil para bateria 12v até 300amperes Cv10

    1. Quanto a bateria volta a marcar tensão baixa depois que remove o carregador (menos de 11 volts), é provável que esteja com as placas de chumbo esteja danificadas. Nesse caso tem que comprar outra bateria.

  22. Saudações Paulo/ WP/ Motociclismo,

    Gostaria de confirmar contigo se os seguintes cálculos procedem. As tensões de rede medidas reais aqui são:
    243 V (220)
    121 V (127)

    Se eu usasse uma lâmpada incandescente de 100 W, 220V.
    Ao ligar em 243V eu teria:
    100/243 = 0,41 A

    Em 121 V:
    100/121 = 0,83 A

    Desta forma uma bateria de 5 AH teoricamente carregaria em 220 V (243) em:
    5 A H/0,41 A = 12,2 h ( 12 h 12 min)

    Uma outra de 45 AH em 110 V (121):
    45 AH/0,83 A = 54,22 h

    Não haveria problema de usar uma lâmpada 100 W, 220V alimentando 110 V (121) certo?

    Caso eu tenha partido de alguma premissa equivocada por favor informar.

    Antecipadamente grato.

    1. Se você medir a resistência do filamento de uma lâmpada projetada para 220 V, você vai notar que a resistência é maior que uma lâmpada projetada para 110V. P(watts) = R(resistência).I²(corrente ao quadrado) – Logo, se você ligar uma lâmpada 100 W projetada para 220 V numa rede 110 V, você terá a metade da potência, você vai usar uma lâmpada de 100 W que é o mesmo se tivesse usando uma lâmpada de 50 W. 50/121 = 0,41 A. Como você pode ver, o que interessa nesse circuito é a resistência do filamento (R), quanto menor for a resistência, maior a corrente elétrica (I) que passa pela lâmpada. Entretanto, esse circuito gera muito desperdício de energia em forma de calor. Se você calcular o preço do kWh, vai ver que uma lâmpada de 100 W ligada por 40 horas, gastará em média, cerca de 2 reais.

  23. Gostei muito do seu post, vou acompanhar o seu blog/site.
    Este tipo de conteúdo tem me ajudado muito no desenvolvimento pessoal.
    Obrigado

  24. Boa tarde amigo. Vi em alguns videos pessoas usando 3 diodos e ate 1 diodo somente no positivo antes da lampada. Como isso é possivel? Em alguns hertz vai jogar positivo no negativo da bateria nao?? uma vez que nao tem diodo nenhum no negativo e so no positivo. Obrigado e parabéns pelo blog.

    1. Não existe retificador com 3 diodos. É possível fazer com apenas 1 diodo. Nesse caso, o diodo será posicionado de modo que o cristal negativo (o lado com o risquinho braco) fique conectado ao polo
      positivo da bateria. Também poderá ser conectado de modo que o cristal positivo (o lado sem o risquinho branco) fique conectado ao polo negativo da bateria. A lâmpada pode ser conectada em qualquer posição, ela só serve para limitar a corrente de carga. Apesar de apenas 1 diodo, observe que ele vai permitir que a corrente elétrica passe apenas por 1 sentido (do polo positivo para o negativo), porém, o esquema com 4 diodos (retificador de onda completa) carrega a bateria na metade do tempo do esquema com 1 diodo porque aproveita os 2 semiciclos da onda elétrica, enquanto que o esquema com 1 diodo aproveita apenas 1 semiciclo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *